CONSERTO

Sinopse

 

São Paulo. Em uma avenida movimentada no Butantã, a fachada da pequena oficina de marcenaria de Seu Didi se destaca em meio as casas e lojas que compõem essa paisagem. Quase como uma quebra nessa composição, e no próprio tempo da cidade, esse ambiente abarrotado de coisas abriga não apenas objetos empilhados em camadas sem fim, mas também a história de um homem comum, que entre consertos de coisas quebradas e o som chiado do rádio preenchendo os estreitos corredores, conta sua vida em forma de ópera. Documentar esse personagem real com intervenções ficcionais e estéticas que se relacionam com as narrativas das óperas, e tendo a câmera como uma espectadora: do marceneiro e do tenor, de seu amor pela música lírica, do som do bater do martelo e de seus sonhos esquecidos no meio de todas as coisas. O que é memória ou invenção? O que é real ou criação?

 

em desenvolvimento